sexta-feira, 24 de abril de 2009

Gilmar Mendes, Joaquim Barbosa e a imprensa catarinense

"Vossa Excelência não está na rua: está na mídia, destruindo acredibilidade da Justiça brasileira. Vossa Excelência não está falandocom seus capangas em Mato Grosso". Joaquim Barbosa, para Gilmar Mendes

Essa frase provavelmente deveria estar engasgada na garganta demilhões de brasileiros!!! Muita gente vibrou com as palavras de Joaquim.

Por incrível que pareça, os veículos de comunicação já começaram o ataque a Joaquim Barbosa, ou seja, a tentativa de deslegitimar Barbosa e assegurar que o principal pota-voz (atualmente) do pensamento mais conservador da República Brasileira (Gilmar Mendes), continue a despejar um monte de asneira pela imprensa e consequentemente, ditar as regras do jogo. Como foi no caso Dantas...

Klécio Santos (chefe da Sucursal da RBS em Brasília) dá a deixa em sua coluna de hoje no DC "Um Supremo Bate-boca" e escreve: " Ao romper com a sóbria liturgia do Supremo Tribunal Federal para vociferar contra o presidente da corte, Joaquim Barbosa comprou uma briga azeda","Barbosa coleciona desafetos entre colegas de Toga", " O erro de Barbosa foi ter exposto as diferenças internas da corte em plenário e, ao vivo, pela TV justiça" "A virulência de Barbosa contudo não será digerida tão cedo, já que ele colocou em dúvida a honestidade do presidente da corte".

Em relação em romper com a "sóbria liturgia" do STF, o que dizer das"vociferações" de cunho pessoal de Mendes na imprensa?? Barbosa "coleciona desafetos" no Supremo, e o que dizer de Mendes em relação ao congresso nacional, ao poder executivo e a nação brasileira?? "O erro de Barbosa" em expor as desavenças em plenário, e o nosso garoto propaganda da direita (Mendes) o que dizer dele quando diariamente aparece em rede nacional para lançar impressões sobre MST, sobre o presidente da República, lembram? Mendes chamou as falas o Presidente da Nação, pela imprensa comercial, que no caso, passa bem loge de ser um colega de Toga e de uma TV fechada.

Portanto, o cuidado com a direita raivosa tem que estar redobrado, Joaquim Barbosa disse o que todos queriam ouvir, aliás, disse tarde. Alguém tem que por limites a falta de limites de Gilmar Mendes e seus capangas....

Cadu
Coordenador Estadual da ES

Um comentário:

Hudson disse...

Já li artigos extraordinários do Joaquim Barbosa. È uma figura que aprendi a respeitar: e também não é comum um afro-brasileiro estar na posição que ele ocupa, lembrando sempre que estamos num país que carrega duramente as marcas históricas de sua tragetória. Se somos racistas hoje e temos um país em que latifundiários fazem o que querem, não é por acaso. Se o ministro Joaquim Barbosa agiu dessa forma, creio na hipótese de haver boas razões. E não adianta nossa imprensa reacionária tantar desqualificá-lo com suas estratégias manjadas para tal. Pelo menos pra mim.
Um abraço, camarada.